"Hoje, sou criança e o meu trabalho é brincar."   

Anita Wadley

A Educação Pré-Escolar constitui um espaço de desenvolvimento integral da criança entre os 3 anos de idade e o ingresso no Ensino Básico. Pretende-se desenvolver um trabalho coerente com as referidas faixas etárias, enquanto tempo de autonomização da criança, descentração progressiva em relação aos outros e construção de relações positivas.
Para crescer de forma harmoniosa, a criança precisa de interagir com outras crianças, num espaço capaz de lhe proporcionar experiências gratificantes e enriquecedoras, onde tenha a possibilidade de desenvolver as suas competências ao nível da formação pessoal e social, conhecimento do mundo e das expressões/linguagem oral e abordagem à escrita, matemática, motora, plástica, musical e dramática.
A Educação Pré-Escolar visa despertar a curiosidade e o interesse na criança, através de um ambiente rico em estímulos e oportunidades de agir, relacionando-se com outras crianças e adultos, assumindo um papel ativo na construção do seu desenvolvimento e aprendizagens.
 
4b2215 4ea7f4db4e7de4d1cd97188a8b42f3a2
O trabalho com as crianças tem subjacente planificações elaboradas semanalmente e emerge das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar, elaboradas pelo Ministério da Educação.
 

Caracterização da valência

 
A valência do Pré-escolar acolhe diariamente 75 crianças que se subdividem em três salas:  3, 4 e 5 anos.
 
  • Recursos Humanos:  cada sala  dispõe de uma educadora de infância e de uma auxiliar de ação educativa;
  • Recursos Físicos: 3 salas de atividade com acesso direto ao espaço do recreio; sala polivalente; refeitório; espaço amplo exterior (parque infantil, ringue, espaço verde)
  • Horário de Funcionamento Institucional: das 7h30 às 19h00; 
 
  • Horário da Componente Letiva: das 9h30 às 17h30.
 Apenas a Brincar

 

 

Quando me virem a montar blocos

A construir casas, prédios, cidades
Não digam que estou só a brincar
Porque a brincar, estou a aprender
A aprender sobre o equilíbrio e as formas
Um dia, posso vir a ser engenheiro ou arquitecto.

(...)


Quando me virem a fantasiar
A fazer comidinha, a cuidar das bonecas
Não pensem que estou só a brincar
Porque a brincar, estou a aprender
A aprender a cuidar de mim e dos outros
Um dia, posso vir a ser mãe ou pai.
 
Quando me virem coberto de tinta
Ou a pintar, ou a esculpir e a moldar barro
Não digam que estou só a brincar
Porque a brincar, estou a aprender
A aprender a expressar-me e a criar
Um dia, posso vir a ser artista ou inventor.
 
Quando me virem a pular, a saltar a correr e a movimentar-me
Não digam que estou só a brincar
Porque a brincar, estou a aprender
A aprender como funciona o meu corpo
Um dia posso vir a ser médico, enfermeiro ou atleta.
 
Quando me perguntarem o que fiz hoje na escola
E eu disser que brinquei
Não me entendam mal
Porque a brincar, estou a aprender.
A aprender a trabalhar com prazer e eficiência
Estou a preparar-me para o futuro.

Hoje, sou criança e o meu trabalho é brincar.

 

Anita Wadley